Emboscada em área de coca mata cinco policiais no Peru

da BBC, em Londres

Uma emboscada a um comboio no Peru matou sete pessoas, neste domingo, incluindo cinco policiais, no que se suspeita que possa ter sido um ataque do grupo guerrilheiro Sendero Luminoso.

O comboio se encaminhava para erradicar plantações ilegais de coca, a matéria prima para a fabricação da cocaína, em Ayacucho, área onde operam integrantes do grupo.

Os responsáveis atacaram o comboio com granadas e rifles automáticos. Eles então roubaram as armas dos policiais antes de fugir.

Entre as vítimas do ataque de domingo estavam também dois funcionários da empresa estatal de coca, a Enaco.

Plano

O Peru permite o cultivo de uma quantidade limitada de coca para uso tradicional, mas cerca de 80% do produto cultivado no país é ilegal.

Sabe-se que cartéis de drogas colombianos e mexicanos operam nessas regiões e que a produção de cocaína feita com coca peruana está aumentando.

O estado de emergência em vigor em várias áreas de plantio de coca foi prolongado por outros dois meses.

O governo não responsabilizou nenhum grupo pelo ataque, mas este foi realizado em um momento em que foi anunciado um plano para combater os guerrilheiros do Sendero Luminoso.

O grupo, que liderou uma das insurgências mais sangrentas da América Latina nos anos 1980 e 1990, assumiu responsabilidade por ataques similares.

Mais de 20 policiais foram mortos em emboscadas no ano passado.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos