Japoneses gravam imagens 'inéditas' de lula gigante viva

da BBC, em Londres

Pesquisadores japoneses divulgaram nesta sexta-feira um vídeo com imagens que podem ser as primeiras já registradas de uma lula gigante viva.

Os cientistas do Museu Nacional de Ciência do Japão afirmam que encontraram a lula gigante, no último dia 4, a 640 metros de profundidade, na costa das ilhas Ogasawara, cerca de 1 mil quilômetros ao sul de Tóquio.

De acordo com Tsunemi Kubodera, chefe da equipe de pesquisadores, a lula tinha 3,5 metros de comprimento e pesava 50 quilos.



Durante o processo de captura, o molusco, que tentava comer uma espécie menor de lula quando o barco dos pesquisadores apareceu, acabou morto.

"Como mostra o vídeo, a lula gigante lutou muito para escapar da captura ao lançar água de seu sifão. Isso significa que elas podem nadar muito rápido", disse Kubodera, em entrevista coletiva.

"Provavelmente, esse é o primeiro vídeo já feito de uma lula gigante viva, embora eu não tenha confirmado isso ainda", acrescentou o pesquisador.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos