Taxa de homicídios na Colômbia é a mais baixa em 20 anos

da BBC, em Londres

Autoridades policiais da Colômbia afirmaram na terça-feira que o número de homicídios no país em 2006 foi o mais baixo das últimas duas décadas.

Segundo o comandante da polícia colombiana, general Jorge Daniel Castro, foram registradas no ano passado 17.206 mortes violentas no país, uma redução de mais de 517 mortes em relação a 2005.

O número de seqüestros também caiu de 329 em 2005 para 200 no ano passado.

Em entrevista ao jornal, Castro advertiu que os números ainda são preocupantes, mas que demonstram a eficiência da política de segurança adotada no país.

“Estamos indo bem, mas ainda temos de melhorar muito”, disse Castro. “Depois de 1987, estes são os números mais baixos”, afirmou o general.

Melhora

Segundo correspondentes, a situação da segurança na Colômbia vem melhorando nos últimos anos.

Os números divulgados nesta terça-feira podem refletir os esforços do governo para desmobilizar grupos paramilitares de extrema-direita, avançar nas negociações de paz com alguns grupos guerrilheiros esquerdistas e combater o tráfico de drogas.

Mas apesar dos avanços, a Colômbia continua a ter uma das mais altas taxas de homicídios do mundo.

O principal grupo rebelde do país, as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), também continua em atividade.

Na segunda-feira, autoridades locais de uma aldeia localizada a 320 quilômetros de Bogotá afirmaram que as Farc mataram quatro civis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos