Morales propõe referendo para revogar mandatos

da BBC, em Londres

Depois de uma reunião de emergência devido aos violentos confrontos registrados em Cochabamba nesta semana, o presidente da Bolívia, Evo Morales, propôs a realização de um referendo para revogar os mandatos de governantes eleitos pelo voto popular.

A nova lei valeria para seu próprio mandato como presidente e para o de prefeitos e governadores.

Segundo analistas, esse projeto de lei daria uma ferramenta às autoridades leais ao governo para retirar do poder governantes de oposição.

A reunião de emergência foi realizada no gabinete do presidente Morales.

Violência

A violência em Cochabamba, localizada a 440 quilômetros de La Paz, já dura cinco dias.

Apoiadores e opositores do presidente vêm se enfrentando em violentos confrontos, que já deixaram dois mortos e dezenas de feridos.

Os dois mortos nos confrontos eram apoiadores de Morales.

O presidente disse que a Justiça será feita e pediu a seus partidários que não busquem vingança.

Nesta sexta-feira, a cidade havia recuperado a calma.

O presidente ordenou que forças militares resguardassem pontes, ruas e os principais prédios da cidade.

Autonomia

Os confrontos começaram na segunda-feira. Camponeses e produtores de folha de coca (os cocaleiros) que apóiam Morales ocuparam a cidade em manifestações pedindo a renúncia do governador Manfred Reyes Villa, que é de oposição.

Durante os confrontos, parte do prédio da prefeitura foi incendiada e estradas de acesso à cidade foram bloqueadas.

Reyes é um dos muitos governantes bolivianos que estão exigindo mais autonomia e uma maior independência do governo central.

O governador decidiu convocar um referendo para perguntar se os habitantes querem ou não a autonomia do departamento (Estado).

Mas, como em julho já foi realizado referendo neste sentido, e seus moradores votaram pelo “não” à proposta de independência administrativa, econômica e política do governo central, seguidores do presidente Morales iniciaram os protestos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos