Mulher volta a casa 25 anos após tomar ônibus errado

da BBC, em Londres

Uma mulher que tomou o ônibus errado no sul da Tailândia há 25 anos conseguiu finalmente voltar para casa e rever os filhos neste mês.

A jornada que levou Jaeyaena Beuraheng para longe de sua casa, que fica na província tailandesa de Narathiwat, começou quando ela equivocadamente pegou um ônibus para Bangcoc e foi parar a cerca de 1,2 mil quilômetros de seu povoado.

Por apenas falar yawi, um dialeto utilizado por muçulmanos no sul da Tailândia, Beuraheng se perdeu ainda mais ao tentar retornar de Bangcoc para seu povoado.

Beuraheng tomou outro ônibus errado, desta vez com destino a Chiang Mai, a 1,9 mil quilômetros ao norte de sua casa.

Prisão

Sem falar tailandês e sem dinheiro, a mulher mendigou nas ruas de Chiang Mai durante quase cinco anos até ser presa em 1987, por suspeita de ser uma imigrante ilegal.

Beuraheng foi parar em um centro regional para indigentes, onde permaneceu até este mês.

A mulher, hoje com 76 anos, só foi reunida com seus oito filhos porque três estudantes de Narathiwat chegaram ao centro para treinamento e começaram a conversar com ela.

"Foi apenas quando os estudantes em roupas muçulmanas visitaram-na e ela começou a conversar com eles que nós percebemos que ela não era muda", disse a diretora do centro, Jintana Stjang.

Beuraheng era conhecida no local como "Dona Mon", já que os funcionários achavam que seus murmúrios pareciam com mon, uma língua tribal do país vizinho Mianmar.

Os filhos de Beuraheng, que procuraram a mãe durante anos na Tailândia, tinham cessado as buscas porque foram informados que ela teria sido atropelada por um trem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos