Não há consenso no governo sobre Angra 3, diz ministra

da BBC, em Londres

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, disse nesta quarta-feira que não há consenso dentro do governo brasileiro sobre a conclusão da usina nuclear de Angra 3.

“Tem um estudo que foi feito, mas não há consenso dentro do governo. Inclusive a postura do ministério do Meio Ambiente é contrária à Angra 3”, disse a ministra, que participou de um almoço com o presidente boliviano, Evo Morales, no Itamaraty, em Brasília.

Ela também negou que haja algum prazo para a conclusão da obra.

Perguntada se a decisão sobre o futuro de Angra 3 será tomada na próxima reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), ainda sem data, Marina disse: “Não tem que sair em 15 dias.”

Programa nuclear brasileiro

Havia a expectativa de que o assunto fosse tratado na reunião do CNPE no dia 31 de janeiro, mas o encontro acabou sendo adiado.

Recentemente, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, também havia reconhecido a falta de consenso dentro do governo sobre a retomada de Angra 3, com diferença de opiniões entre os ministérios do Meio Ambiente e de Ciência e Tecnologia.

A retomada de Angra 3 é crucial dentro do planejamento do programa nuclear brasileiro.

Angra 3 seria a primeira das sete usinas previstas dentro do Plano Nacional de Energia Nuclear, que pretende aumentar a participação da energia nuclear na matriz energética brasileira dos atuais 1% para até 5% nos próximos anos.

* Colaborou Daniel Gallas, de São Paulo


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos