Cartão postal é entregue com 90 anos de atraso

da BBC, em Londres

Um cartão postal enviado das trincheiras da Primeira Guerra Mundial (1914-1918) foi entregue pelo correio ao destinatário na Grã-Bretanha com 90 anos de atraso.

O soldado Walter Butler tinha 18 anos e lutava nas trincheiras na França quando enviou a mensagem à sua noiva, Amy Hicks, em Colerne, na Inglaterra.

O postal tem a data de 1917, e chegou às mãos da filha de Hicks, Joyce Hulbert, hoje com 86 anos de idade.

Ele foi encontrado na central de distribuição do correio em Swindon, mas ninguém sabe porque não chegou às mãos do destinatário na data prevista.

"É, eu fiquei surpresa, mas já tive muitas outras surpresas na minha vida. Tenho 86", afirmou Hulbert.

O marido dela, Arthur, lamentou a sorte do soldado. "O pobre rapaz sofreu lá naquelas trincheiras. Eles não podiam enviar cartas por causa de segurança."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos