Madonna disse que quer 'ser como Gandhi'

da BBC, em Londres

A cantora americana Madonna disse em entrevista à emissora de rádio dos Estados Unidos, Sirius, que quer "ser como Gandhi, Martin Luther King e John Lennon".

Mas, ao contrário das personalidades citadas, Madonna disse que quer "permanecer viva".

"Para mim, a melhor coisa do mundo é ver algo ou ouvir algo e dizer: 'Droga, eu queria ter feito isso. É inspirador'", acrescentou.

Madonna, de 48 anos, defendeu na entrevista sua encenação de uma crucificação na turnê que realizou no ano passado, intitulada "Confissões".

"Todos nós precisamos de Jesus."

"A mensagem de Jesus era amar o próximo como a si mesmo e (amar) estas pessoas necessitadas", afirmou, referindo-se a mensagens em vídeo de órfãos da Aids na África, também incluídos em suas apresentações.

Negando desejar causar polêmica, Madonna disse: "Eu tentei pegar uma imagem forte e usá-la para chamar a atenção para uma situação que precisa de atenção."

"Eu gostaria de achar que estou levando as pessoas em uma viagem (...) Eu não estou apenas divertindo as pessoas, mas dando a elas algo sobre o que pensar quando vão embora."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos