Blair promete lei mais dura contra jovens portando armas

da BBC, em Londres

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, disse querer reduzir para 17 a idade mínima na qual os britânicos podem ser condenados a longas penas de prisão por posse de armas de fogo.

Blair anunciou uma revisão da legislação sobre armas de fogo e disse estar considerando a redução da idade mínima – atualmente 21 anos - para a condenação a uma pena de cinco anos por porte de armas.

A declaração do primeiro-ministro foi feita após uma série de assassinatos ocorridos no sul de Londres neste mês e que vêm sendo atribuídos a disputas entre gangues de adolescentes.

Blair disse ainda à BBC estar considerando tornar crime pertencer a uma gangue e meios de proteger testemunhas.

"Problema específico"

Porém ele negou que a violência em Londres esteja fora de controle e disse que os crimes com armas de fogo são “um problema específico dentro de uma cultura criminosa específica”.

Blair convocou para esta semana uma reunião com ministros e a polícia para buscar novas formas de combater o crime com armas de fogo.

Quatro homens foram mortos a tiros desde o início do mês no sul de Londres – três deles adolescentes. Além disso, no último sábado um homem de 28 anos foi morto no norte da capital, enquanto em Manchester, no norte do país, três pessoas foram feridas em dois ataques a tiros.

Segundo estatísticas do Ministério do Interior, o número de pessoas feridas por armas de fogo cresceu mais do que 100% desde 1998 na Inglaterra e no País de Gales, mas o número de assassinatos por armas de fogo caiu mais de um terço, de 78 para 50, de 2005 a 2006.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos