Londres e PDVSA firmam acordo de petróleo barato

da BBC, em Londres

A prefeitura de Londres e a estatal venezuelana de petróleo, PDVSA, assinaram nesta terça-feira um acordo que permitirá à capital britânica reduzir pela metade os seus custos com combustível.

Cerca de 250 mil londrinos que recebem benefícios sociais terão desconto de 50% nas passagens de ônibus, em decorrência do barateamento dos custos, afirmou a prefeitura.

A aproximação entre o presidente venezuelano e o prefeito de Londres, Ken Livingstone, um expoente da esquerda do Partido Trabalhista inglês, tem sido criticada dos dois lados do oceano.

Críticos afirmam que recursos importantes, que deveriam estar sendo destinados à população carente venezuelana, estão sendo direcionados para uma das cidades mais ricas do mundo.

A polêmica foi tamanha na Venezuela que impossibilitou uma visita de Livingstone a Caracas poucas semanas antes da eleição que confirmou Chávez no poder por mais seis anos, em 3 de dezembro de 2006.

Em maio do ano passado, Chávez desembarcou na Grã-Bretanha em uma visita não-oficial, o que lhe permitiu passar pelo país sem encontrar o primeiro-ministro, Tony Blair.

Blair é alvo de críticas do líder bolivariano por sua aliança militar com o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos