Cientistas criam bafômetro que detecta câncer de pulmão

da BBC, em Londres

Cientistas americanos criaram um teste de bafômetro para detectar se uma pessoa tem câncer de pulmão.

O kit criado pelos médicos da clínica Cleveland, nos Estados Unidos, é pouco maior do que uma moeda, barato e fácil de usar.

Os cientistas já usam testes de hálito para detectar a doença, mas as máquinas são caras e só podem ser manuseadas por especialistas.

O novo teste usa 36 sensores que mudam de cor ao entrar em contato com determinadas substâncias químicas. As células de câncer de pulmão liberam substâncias chamadas de compostos orgânicos voláteis, que são exaladas.

Os cachorros, por exemplo, animais com o olfato extremamente apurado, conseguem distinguir entre o hálito de pessoas saudáveis e com câncer de pulmão.

O kit foi testado em 122 pessoas com tipos diferentes de doenças de pulmão, incluindo 49 com câncer e 21 saudáveis.

O sensor reconheceu mudanças no hálito de três em cada quatro pacientes com câncer, inclusive aqueles que têm tumores em estágio inicial.

Os resultados são considerados cruciais porque geralmente é difícil detectar a doença no início, quando há mais chances de cura.

O kit ainda precisa passar por novos testes antes de ser comercializado.

A pesquisa foi publicada na revista especializada Thorax.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos