Ahbez, 99, data redonda

da BBC, em Londres

Eu tenho um primo tão inteligente que já na adolescência era conhecido como Ivan Ciência.

Primeiro em tudo na escola, inventou uma língua para conversar com a irmã mais nova, falava latim e é a única pessoa que sabe de cor aquele Soneto - Poesia Post-Guerra do Millôr Fernandes que começa

"Penicilina puma de casapopéia
Que vai peniça cataramascuma"...e termina

"Estrumenente siba postguerra
Enfim irá, enfim irá pra serra".

O Ciência - Ivan Moura Campos - perdeu o pai, tio Mauro, quando ainda era jovem e foi trabalhar como segurança no Banco do Brasil.

Nós, os amigos, passávamos pela porta do banco a caminho dos puteiros do baixo Belo e lá estava o Ivan, de uniforme e um revólver deste tamanho na cintura, muito antes de ter idade para andar armado.

Trabalhava de noite, estudava de dia. Nas horas vagas tocava bongo, violão e contrabaixo. Campeão de serenatas em Pitangui e BH com uma paixão dele por música nunca parou de crescer.

Seu gênio científico foi reforçado com um doutorado de computação na UCLA.

Depois foi Secretário de Política de Informática no governo do FHC, professor e Pró-reitor da Universidade Federal de Minas, diretor da organização mundial que rege a internet, criou search engines, inclusive o que foi recentemente comprada pelo Google.

A família diz que, além de gênio, o primo é rico. Não sei, mas é generoso e gosta de um bom vinho.

Me desculpem. Esta coluna não é sobre o Ivan que, na intimidade, nós tratamos, reciprocamente, como Sancho ou Sanchão.

Ele é o pai desta coluna que é sobre o compositor Eden Ahbez e a música Nature Boy, um dos maiores sucessos do Nat King Cole.

Começou com um e-mail do Ivan, em dezembro do ano passado: "… ouvindo um cd no qual Toquinho e Vinícius entrelaçam músicas com conversa fiada, o poetinha fala sobre Nature Boy...e canta logo em seguida, acompanhado pelo violão do parceiro. Sempre gostei muito desta música e também da letra. Tem um clima meio místico, meio misterioso".

"A esta altura você já deve estar perguntando", continuou o e-mail, “where the fuck is Ivan going with this conversation"?

Encurto. Nosso cientista músico fez a pesquisa e descobriu o Eden Ahbez, um dos compositores americanos mais fascinantes, originais e esquecidos.

O Ivan, acha, com razão, que o Ahbez merece mais do que uma coluna, um documentário.

Eden Ahbez nasceu no Brooklyn em Nova York, há 99 anos. Diz que cresceu num orfanato e antes dos 35 anos cruzou os Estados Unidos a pé oito vezes.

Casou com Anna Jacobsen e foi morar com ela num parque público, o Griffith.

Mesmo depois de nascer o filho, Zoma, continuaram morando ao ar livre. Tinham uma bicicleta, um espremedor de frutas e gastavam 3 dólares por semana.

Ahbez, um beatnik, um pré-hippie, cabeludo, vegetariano, escrevia poemas e músicas e pregava misticismo oriental nas esquinas de Los Angeles.

Teve conexões musicais fortes com Brian Wilson antes dos Beach Boys gravarem o fenomenal e histórico Pet Sounds.

Um dia Ahbez cercou o agente de Nat King Cole na saída de um estúdio e entregou a ele um papel sujo com a letra e a música de Nature Boy (a música ele roubou do repertório ídiche).

Conta a história de um garoto estranho, encantado - "There was a boy, a very strange enchanted boy" - que dá voltas ao mundo e, no fim das contas, descobre que a coisa mais importante que você vai aprender na vida é apenas amar e ser amado de volta.

Nat King Cole adorou a canção. O problema era encontrar Ahbez para resolver a questão de direito autoral.

Ahbez tinha se mudado do parque e estava morando embaixo do primeiro L daquele gigantesco outdoor HOLLYWOOD, nas colinas de Los Angeles.

Gravada, Nature Boy tornou-se, com Mona Lisa, um dos maiores sucessos de Cole, mas a carreira Ahbez não decolou.

Eu estava esperando um "gancho" para contar esta história. Neste domingo, dia 4, Ahbez faria 99 anos.

Não é uma data exata mas é redonda e a história é boa. Ele morreu atropelado por um carro em Los Angeles, em 95. Strange enchanted man.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos