OEA enviará missão ao Paraguai para avaliar crise política

Washington, 26 jun (EFE).- O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, anunciou nesta terça-feira que enviará uma missão especial ao Paraguai e a outros países do continente para avaliar a crise política provocada pelo impeachment do presidente Fernando Lugo.

O grupo será encarregado de monitorar a situação política e, posteriormente, informá-la ao Conselho Permanente da OEA. "Vou me preparar para informar a este Conselho Permanente sobre a situação no Paraguai e também vou a outros países", declarou o secretário durante uma sessão extraordinária sobre a crise política no Paraguai.

No entanto, em entrevista à imprensa após a reunião realizada pelo Conselho, Insulza disse que ainda não decidiu sobre se viajará pessoalmente ao Paraguai ou enviará "uma delegação". Segundo ele, a visita da OEA deve ocorrer "provavelmente neste fim de semana".

A decisão - tomada sem o consenso de todos os Estados-membros da OEA, mas que se encontra dentro das atribuições de Insulza - tem como objetivo preparar uma nova sessão extraordinária na semana que vem, que considerará a possibilidade de convocar uma Assembleia Geral extraordinária sobre o Paraguai.

O secretário-geral expressou sua vontade de se encontrar com o presidente destituído, Fernando Lugo, e com parlamentares do país, para "buscar uma avaliação sobre o que aconteceu".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos