Ban Ki-moon se diz satisfeito com recuperação de Palmira pelo exército sírio

Amã, 27 mar (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, mostrou neste domingo sua satisfação pela recuperação da cidade de Palmira pelo exército sírio, após mais de dez meses sob controle do grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

"Estamos confiantes e temos sorte" de as tropas sírias terem recuperado Palmira, disse Ban durante uma entrevista coletiva em Amã junto ao ministro jordaniano de Relações Exteriores, Naser Yudeh; ao presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, e ao titular de Planejamento e Cooperação Internacional da Jordânia, Imad Fajuri.

O diplomata sul-coreano acrescentou que, durante os dez meses de ocupação de Palmira, "os terroristas não só mataram brutalmente pessoas, mas também destroçaram a civilização humana", em alusão aos danos ao patrimônio histórico que o EI cometeu na cidade.

Ban explicou que durante seus encontros com o primeiro-ministro jordaniano, Abdullah Ensur, e o rei Abdullah II abordou a necessidade de avançar na guerra contra o EI.

Além disso, o diplomata se mostrou satisfeito pelos serviços do governo jordaniano para os refugiados sírios no acampamento de Zaatari, a 85 quilômetros ao nordeste de Amã, que visitou hoje.

Yudeh informou que conversou com Ban sobre "a situação na Síria depois da cessação das hostilidades" e disse que tanto o regime como a oposição "estavam comprometidos com o cessar-fogo".

O ministro também discutiu com Ban a situação nos territórios palestinos e ressaltou a necessidade "do estabelecimento de um Estado palestino nas fronteiras de 1967 e de Jerusalém Oriental como capital".

O presidente do Banco Mundial anunciou um empréstimo de US$ 100 milhões sem juros à Jordânia para ajudar o país a lider com os 630 mil refugiados sírios que acolhe atualmente.

Segundo um comunicado da Corte Real, Abdullah II falou com Ban e Kim durante um encontro sobre "os meios para incentivar as capacidades da Jordânia" a respeito dos refugiados sírios.

O monarca ressaltou a necessidade de "intensificar os esforços para acabar com o ponto morto nas negociações entre palestinos e israelenses de modo a realizar progressos rumo à consecução da solução de dois Estados", acrescentou a nota.

O exército sírio recuperou neste domingo o controle total da cidade síria de Palmira, que ficou por mais de dez meses sob o domínio do EI.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos