Margallo inicia visita oficial de 2 dias ao Cazaquistão

Astana, 24 abr (EFE).- O ministro das Relações Exteriores da Espanha, José Manuel García-Margallo, inicia neste domingo em Astana, a capital do Cazaquistão, uma visita oficial de dois dias com a qual pretende garantir as relações bilaterais com este país da Ásia Central e na qual terá diferentes encontros políticos e econômicos.

O chefe da diplomacia espanhola chegou ontem à noite ao Cazaquistão em um avião da Força Aérea Espanhola acompanhado de uma ampla delegação empresarial.

A agenda do ministro começa com a visita às instalações industriais da empresa Talgo e com um ato acadêmico na Universidade Euroasiática Gumilyov, onde a Espanha estabeleceu a sala de aula de espanhol "Ruy González de Clavijo".

Na segunda-feira, García-Margallo terá uma sessão de trabalho e um almoço com seu colega cazaque, Erlan Idrissov, com o qual além de repassar as relações bilaterais entre os dois países está previsto que o ministro assine o documento de adesão da Espanha à "Carta" do Green Bridge Partnership Program.

Trata-se de uma iniciativa sobre desenvolvimento sustentável lançada pelo Cazaquistão coincidindo com a visita que realizou a Astana o presidente do Governo, Mariano Rajoy, em setembro de 2013.

Além disso, García-Margallo vai participar de um fórum empresarial que inaugurará acompanhado do ministro cazaque de Investimentos e Desenvolvimento, Asset Issekeshev, a fim de apoiar a posição das empresas espanholas que já operam neste país, e de favorecer o início de atividades por parte de outras que mostraram interesse.

Em suas reuniões o ministro defenderá a presença de empresas espanholas em alguns dos grandes projetos de infraestruturas que o Cazaquistão deve realizar, já que em 2017 será sede da Exposição Universal sob o lema "A energia do futuro".

Em dezembro do ano passado foi assinado em Astana um acordo melhorado de associação entre União Europeia (UE) e Cazaquistão, depois do fechado em 1999.

O apoio da UE foi fundamental para a incorporação do Cazaquistão na Organização Mundial do Comércio (OMC) depois de mais de 20 anos de negociações, assim como também teve o apoio do bloco para que Astana sediasse a Expo 2017.

Além disso, o Cazaquistão está preparado para defender sua candidatura como membro não permanente do Conselho Superior da ONU no próximo mês de junho em Nova York, convertendo-se, no caso de ser eleito, na primeira república independente da antiga União Soviética a ocupar este posto.

O Cazaquistão já é um dos parceiros mais importantes da Espanha na Ásia Central, sendo um dos grandes produtores de gás e petróleo e o maior produtor de urânio no mundo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos