Farc preparam conferência para aprovar acordo de paz com governo da Colômbia

Bogotá, 25 ago (EFE).- As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) disseram nesta quinta-feira que irão realizar nos próximos dias sua 10ª conferência, na qual espera-se que aprovem o acordo de fim do conflito com o governo firmado ontem em Cuba.

"Nos próximos dias estaremos na Colômbia realizando a Conferência Nacional Guerrilheira", escreveu hoje o chefe negociador das Farc, Luciano Martín Arango, conhecido como "Ivan Márquez", no Twitter.

O governo da Colômbia e as Farc assinaram ontem o acordo final que conclui as negociações de paz desenvolvidas em Havana durante os últimos quatro anos e que deverá ser referendado pelo povo colombiano em um plebiscito convocado para o dia 2 de outubro.

O documento foi assinado pelos chefes das equipes de negociação das duas delegações, Humberto de la Calle, pelo governo, e Ivan Márquez, pela guerrilha, assim como pelos embaixadores de Cuba e da Noruega, países fiadores no processo de paz.

Em discurso, o líder guerrilheiro indicou que a organização "completou a tarefa" e destacou que o acordo final será submetido ao "veredicto" da conferência.

Com o acordo, as Farc deixarão de existir como uma organização armada ilegal e se transformarão em um movimento político, um passo transcendental que começarão a dar exatamente na 10ª conferência que provavelmente será realizada no departamento de Meta.

Desde 1964, quando surgiu como movimento armado, as Farc realizaram um total de nove conferências nas quais definiram os rumos para essa organização. A primeira delas ocorreu em 1965.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos