Suposta vítima de homem com máscara de Trump feriu a si mesma

Miami, 26 set (EFE).- A polícia de Cape Coral, no sudoeste da Flórida, informou nesta segunda-feira que uma mulher que disse ter sido esfaqueada por um homem que usava uma máscara do candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, feriu a si mesma.

Segundo a emissora de televisão "NBC 2", o Departamento de Polícia de Cape Coral, perto de Fort Myers, chegou a essa conclusão após uma investigação do incidente.

A mulher disse aos policiais que responderam a uma chamada sua que havia sido esfaqueada por um homem branco vestido com roupas escuras e com uma máscara de Trump que pretendia roubar sua residência.

Como resposta, a polícia, com ajuda de um helicóptero, rastreou durante várias horas o bairro, mas não conseguiu encontrar o suposto agressor mascarado, razão pela qual pediu à população que comunicasse qualquer dado que pudesse levar a sua captura.

Enquanto isso, segundo disseram à imprensa local, a vítima está sendo tratada em um hospital sob a lei Baker, o que significa que sua saúde mental está sendo avaliada.

Nas eleições do próximo dia 8 de novembro, os americanos decidirão quem será seu próximo presidente entre Trump, a democrata Hillary Clinton e dois candidatos minoritários.

Hoje será realizado o primeiro debate entre Hillary e Trump, quando as pesquisas não apontam com clareza um ganhador nestas polarizadas eleições.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos