"Shimon Peres foi um trabalhador incansável", destaca Ban Ki-moon

Nações Unidas, 28 set (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, lamentou nesta quarta-feira a morte do ex-presidente israelense Shimon Peres e o destacou como um trabalhador "incansável" pela solução de dois Estados para o conflito entre árabes e israelenses.

"Me entristece profundamente o falecimento do ex-presidente de Israel e envio minhas condolências a família, amigos e todo o povo de Israel", disse o diplomata sul-coreano em comunicado divulgado pelo escritório do porta-voz da ONU.

Ban destacou que Peres teve um "papel central" na fundação do Estado de Israel e serviu ao país durante toda a vida sendo presidente e primeiro-ministro, além de ministro de Relações Exteriores e Defesa, entre outros cargos.

"Foi um trabalhador incansável pela solução de dois Estados para que Israel pudesse viver em paz e harmonia com os palestinos, um compromisso que o rendeu o prêmio Nobel da Paz em 1994 junto a Yasser Arafat", acrescentou.

O diplomata lembrou que ambos se encontraram muitas vezes e destacou que, "até mesmo nas horas mais difíceis", o ex-presidente israelense sempre se mostrou "otimista" sobre as possibilidades de paz e reconciliação no Oriente Médio.

"Que seu espírito e sua determinação nos guiem enquanto continuamos trabalhando para conseguir a paz, a segurança e a dignidade dos israelenses e palestinos, e a de todos os povos da região", concluiu o secretário-geral.

Considerado um dos maiores políticos israelenses pelo mundo por impulsionar o processo de paz de Oslo, o ex-presidente Shimon Peres morreu nesta quarta-feira, aos 93 anos, duas semanas após sofrer um acidente vascular cerebral.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos