MSF anuncia que 246 refugiados foram resgatados tentando chegar à Europa

Roma, 26 out (EFE).- A Médicos sem Fronteiras (MSF) divulgou nesta quarta-feira que, nas últimas horas, resgatou no Mar Mediterrâneo 246 pessoas, que estavam à deriva, tentando chegar ao continente europeu, e que também recuperou 25 corpos.

A organização relatou que todos os mortos estavam em um mesmo barco, que estava superlotada e transportava 107 imigrantes e que estava a 26 milhas do litoral da Líbia.

O grupo foi localizado pela embarcação "Bourbon Argonios", e cada um dos resgatados receberam primeiros socorros imediatamente.

Uma segunda operação foi realizada por um navio da própria Médico sem Fronteiras, que socorreu outras 139 pessoas que estavam em um bote inflável, na mesma região.

O chefe da missão da MSF no "Bourbon Argonios", Michele Telaro, afirmou em comunicado que os mortos no primeiro barco, provavelmente, foram vítimas de asfixia, já que ficaram "submersas sob uma camada de carburante e água do mar".

Ao todo, 23 pessoas tiveram que receber tratamento médico por causa de queimaduras causadas por vazamento de carburante. Destas, 11 estavam em estado considerado crítico.

O responsável de operações migratórias da MSG, Stefano Argenziano, lamentou mais um caso de grupo viajando em condições precárias e cobrou que a União Europeia ponha fim a situação, dando alternativas seguras para os refugiados chegarem ao Velho Continente.

Apenas neste ano, 327 mil pessoas chegaram à Europa por via marítima. Ao todo, 3.740 morreram na tentativa, segundo dados recentes divulgados pela ONU.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos