Parlamentares egípcio cassam mandato de deputado crítico ao Legislativo

Cairo, 27 fev (EFE).- O parlamento do Egito cassou nesta segunda-feira o mandato do deputado Mohammed Anwar al Sadat, um dos deputados mais críticos à atuação do Legislativo, após uma comissão ter acusado que ele enviou relatórios sobre a casa ao exterior para prejudicar a imagem de seus companheiros de plenário.

A agência oficial de notícias "Mena" informou que 468 deputados, mais de dois terços do parlamento, votaram pela cassação de Al Sadat, líder do Partido para a Reforma e o Desenvolvimento.

Segundo a "Mena", os parlamentares afirmaram que os relatórios enviados por Al Sadat a instituições internacionais difamam o parlamento egípcio. Uma nova eleição será realizada no colégio eleitoral do deputado para escolher um substituto.

Al Sadat criticou muitas leis aprovadas pelo parlamento desde janeiro de 2016. Dessa forma, ele se tornou um dos poucos deputados a fazer oposição ao governo do presidente Abdul Fatah al Sisi.

O deputado é neto do ex-presidente egípcio Anwar al Sadat, assinado em 1981 após assinar o histórico acordo de paz de Camp David com Israel.

Há um ano, o parlamento egípcio cassou o mandato do deputado Tawfiq Okasha após ele se reunir com o embaixador israelense no Cairo, Chaim Koren. EFE agm/lvl

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos