Prefeitura de Chicago veta balões em forma de porcos na frente da Trump Tower

Chicago (EUA), 27 jul (EFE).- A Prefeitura de Chicago, nos Estados Unidos, negaram autorização para a instalação de quatro balões dourados, com formato de porcos, que bloquearia a fachada da Trump Tower, informou nesta quinta-feira a empresa responsável pela ação.

As peças, infladas com hélio, têm nove metros de altura, por quatro metros e meio de largura e faziam parte da instalação artística "Desfile de Porcos Voadores: uma insensatez no rio Chicago", em tradução livre.

A iniciativa partiu da empresa New World Design, e previa que os balões flutuassem durante 24 horas, em um dia de setembro, na frente do edifício que leva o nome do atual presidente dos Estados Unidos.

A responsável pela instalação informou que o Departamento de Transportes da cidade negou o pedido de autorização da presença de um barco no rio Chicago, para que fossem instalados os balões, pois, poderia haver bloqueio no tráfego fluvial comercial e turístico.

Além disso, os custos estimados pela administração municipal, pelos serviços de segurança e limpeza, que seriam pagos pela empresa, acabaram sendo mais alto do que o previsto inicialmente pelos organizadores do ato.

Jeffrey Roberts, diretor do New World Design, disse que a proposta buscava promover o diálogo em meio "um clima reacionário e divisionista" existente no país.

Os quatro porcos representam personagens de "A Revolução dos Bichos", do escritor americano George Orwell, publicado em 1946. A inclusão deles foi para promover reflexão pelos comentários polêmicos realizados por Donald Trump no Twitter.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos