Líder da oposição na Austrália promete referendo sobre a monarquia

Bangcoc, 29 jul (EFE).- O líder da oposição na Austrália, o trabalhista Bill Shorten, se comprometeu hoje a convocar um referendo para decidir se o país deve manter a monarquia ou se converter em uma república no caso de ganhar as próximas eleições em 2019.

Shorten disse que a votação seria convocada durante o primeiro mandato de um governo trabalhista e que esta se faria com base em uma pergunta clara com um "sim" ou "não" como resposta sobre a chefatura do Estado, posição que desempenha a rainha Elizabeth II da Inglaterra.

"Acredito que a resposta provavelmente será 'sim', mas deixemos que as pessoas decidam", acrescentou em palavras divulgadas pela rede "ABC".

Shorten insistiu em que a Austrália deve ter um chefe de Estado australiano e atacou o premiê, o liberal Malcolm Turnbull, um republicano declarado que deteve essa reivindicação ao assumir a chefatura do governo em 2016.

A Austrália submeteu a referendo de continuidade da monarquia em 1999, em uma votação na qual os partidários de manter Elizabeth II como chefa de Estado venceram com 54,87% dos votos. EFE

jcp/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos