PUBLICIDADE
Topo

Internacional

México reitera que não pagará por muro de Trump "de maneira nenhuma"

27/08/2017 18h30

Cidade do México, 27 ago (EFE).- O México não pagará, "de maneira nenhuma e sob nenhuma circunstância" por um muro construído nos Estados Unidos ao longo da fronteira comum, afirmou neste domingo a Secretaria de Relações Exteriores mexicana (SRE).

Esta determinação (de não pagar) é "um princípio de soberania e dignidade nacional" e não "parte de uma estratégia negociadora", disse a SRE em resposta às declarações do presidente americano, Donald Trump, no Twitter.

Trump afirmou que os EUA precisam do muro fronteiriço porque o México é um dos países "com mais crime no mundo".

"Com o México sendo uma das nações com mais crime no mundo, devemos ter O MURO. O México pagará por ele mediante reembolso/outros", disse.

A SRE reiterou que a violência gerada no México pelo tráfico de drogas, armas e dinheiro entre ambos os países "é um problema compartilhado" que só terminará com o combate à raiz de suas causas: a alta demanda de drogas nos EUA e a oferta do México e outros países.

As organizações criminosas internacionais causaram a morte de milhares de mexicanos, entre eles membros das Forças Armadas e policiais, e de milhares de americanos, apontou a Chancelaria do México.

"Só com base nos princípios de responsabilidade compartilhada, trabalho em equipe e confiança mútua poderemos superar este desafio", acrescentou.

Sobre as negociações do Tratado de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta), o México manterá sua posição "séria e construtiva", com o interesse nacional como prioridade e na busca de um resultado em que os três países ganhem.

A Chancelaria acrescentou que o México não negociará o Nafta, nem nenhum outro aspecto da relação bilateral, "por meio das redes sociais ou pela imprensa".

Internacional