PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Centenas de pessoas se manifestam contra referendo curdo em Mossul

22/09/2017 09h14

Erbil (Iraque), 22 set (EFE).- Centenas de pessoas se manifestaram nesta sexta-feira na Universidade da cidade de Mossul, no norte do Iraque, contra a realização do referendo de independência da região do Curdistão, previsto para o próximo dia 25 de setembro.

O protesto foi organizado por representantes das milícias xiitas, turcomanas e cristãs que integram o partido pró-governo Multidão Popular, disse à Agência Efe Amer Mohamed, oficial da Polícia da província de Nínive, da qual Mossul é capital.

Os participantes exibiam a bandeira iraquiana e cartazes com lemas a favor da unidade do país e contra o referendo, detalhou Mohamed.

O oficial acrescentou que o organizador não tinha permissão das autoridades para realizar a manifestação e que os cidadãos de Mossul não participaram das mesmas.

No dia 7 de junho, o Curdistão convocou um referendo de independência na região autônoma e em alguns territórios disputados entre os curdos e o Governo central de Bagdá.

A votação acontecerá nas quatro províncias curdas (Erbil, Dohuk, Suleimaniya e Halabja) e nos territórios "disputados" de Mossul, Diyala e Kirkuk, onde vivem curdos, árabes e turcomanos, entre outros.

Tanto o Governo iraquiano como a comunidade internacional se opõem à consulta, porque consideram que dividirá o Iraque e afetará a luta contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI), que desde junho de 2014 e até julho passado teve Mossul sob seu controle.

Internacional