PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Trump critica autoridades de Porto Rico por "pobre liderança" após furacão

30/09/2017 11h19

Washington, 30 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou neste sábado as autoridades de Porto Rico pela "pobre liderança" na resposta à passagem do furacão Maria pela ilha.

"Uma capacidade de liderança tão pobre por parte do governo de San Juan e outros em Porto Rico, que não conseguem fazer com que os seus trabalhadores ajudem", disparou Trump em sua conta no Twitter, poucos dias antes da viagem que fará à ilha na próxima terça-feira.

O governante lamentou que as autoridades porto-riquenhas queiram "que (os outros) façam tudo, quando deveria ser um esforço da comunidade", e destacou "o fantástico trabalho dos dez mil funcionários federais atualmente na ilha".

Trump, que passará o fim de semana no seu clube de golfe de Bedminster, em Nova Jersey, deve falar por telefone neste sábado com o governador de Porto Rico, Ricardo Rosselló, e o diretor da Agência Federal de Gestão de Desastres (FEMA), Brock Long.

As declarações do republicano chegam após a prefeita de San Juan, Carmen Yulín Cruz, ter criticado na sexta-feira as palavras da secretária interina de Segurança Nacional, Elaine Duke, que destacou a boa reação das autoridades federais e qualificou o ocorrido como "uma história de boas notícias".

"Não é uma boa história quando as pessoas estão morrendo, passando fome, sede. Quando as pessoas não podem voltar a trabalhar. Não sei quem pode dizer que é uma boa história para contar", sublinhou Yulín Cruz.

Maria, que se somou à passagem anterior do furacão Irma dias atrás, fez cair o sistema elétrico da ilha, onde apenas 4% da população eletricidade atualmente. Além disso, só 9% das torres de telecomunicações estão funcionando.

O presidente autorizou na quinta-feira que barcos estrangeiros levem provisões a Porto Rico para reforçar o abastecimento. Trump decidiu cancelar temporariamente a aplicação de uma lei conhecida como "Jones Act", que determina que só os barcos americanos com tripulação dos Estados Unidos podem transportar produtos entre os portos marítimos do país.

Internacional