Trump declarará "emergência de saúde pública" devido a abuso de opiáceos

Washington, 26 out (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarará nesta quinta-feira "emergência de saúde pública" devido ao abuso de analgésicos opiáceos, culpados pela morte de uma média de 91 americanos por dia.

Espera-se que Trump cumpra hoje uma promessa que fez em agosto passado e declarasse "emergência nacional" a dependência de analgésicos, o que teria permitido ao Governo destinar novos fundos a esta crise, assim como intervir na indústria farmacêutica para baratear o preço de alguns remédios.

Em vez de "emergência nacional", Trump optou por declarar uma "emergência de saúde pública", de maneira que não serão destinados novos fundos à luta contra os opiáceos, mas se ordenará a todos os ramos do Governo que direcionem as verbas orçamentárias para essa crise, detalharam funcionários do Governo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos