Moscou lamenta decisão do Twitter sobre meios de comunicação russos

Moscou, 27 out (EFE).- A decisão da empresa americana Twitter de vetar a publicidade de todas as contas de dois meios de comunicação russos oficiais demonstra um novo "preconceito" em relação à Rússia e cria um precedente para outros usuários da rede social, afirmou nesta sexta-feira o Kremlin.

"Lamentamos, em primeiro lugar, que a empresa se transforme em vítima dos profundos preconceitos contra os meios de comunicação russos", disse aos jornalistas o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

"Também lamentamos que a empresa, de fato, crie um precedente de tratamento desigual para seus usuários, algo que, sem dúvida, pode causar temor e preocupação em outros participantes da rede social", acrescentou.

O Twitter anunciou ontem que vetará a publicidade de todas as contas da sua plataforma pertencentes à emissora de televisão "Russia Today" (RT) e à agência "Sputnik" por sua suposta interferência nas eleições presidenciais dos Estados Unidos.

"A decisão se baseou no trabalho retrospectivo que estivemos efetuando em torno das eleições de 2016 e da conclusão da comunidade de inteligência dos Estados Unidos que tanto a "RT" como a "Sputnik" tentaram interferir na eleição em benefício do governo russo", informou a empresa em seu blog corporativo.

A este respeito, Peskov expressou a esperança de Moscou de que o Twitter "faça o trabalho detalhado que se requer nesta situação" e chegue à conclusão que o trabalho de meios de comunicação como os dois sancionados "não pode ser qualificado como interferência no processo eleitoral dos EUA nem de nenhum outro país".

Segundo explicou o Twitter, no começo do ano, os serviços inteligência consideraram que a "RT" e a "Sputnik" fizeram "esforços" patrocinados pela Rússia para "interferir e desestabilizar" as eleições presidenciais americanas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos