PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Putin oferece ajuda ao novo presidente de Cuba para modernizar o país

Putin ligou para parabenizar Díaz-Canel, novo presidente de Cuba -  REUTERS/Mikhail Metzel/RIA Novosti/Kremlin
Putin ligou para parabenizar Díaz-Canel, novo presidente de Cuba Imagem: REUTERS/Mikhail Metzel/RIA Novosti/Kremlin

Moscou (Rússia)

20/04/2018 16h25

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ligou nesta sexta-feira para o novo presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, e ofereceu ajuda para a modernização do país.

Em comunicado, o Kremlin informou que os dois presidentes expressaram a vontade de realizar projetos conjuntos, especialmente nos setores de energia e de infraestrutura para transportes.

"O presidente Putin reafirmou sua disposição de ajudar os líderes cubanos a tocar a modernização socioeconômica do país. Díaz-Canel ressaltou sua lealdade rumo ao aprofundamento em todos os âmbitos dos vínculos com a Rússia", afirmou a nota oficial do Kremlin.

19.abr.2018 - Miguel Díaz-Canel (esq.), eleito o novo presidente de Cuba, recebe o governo do país de seu antecessor, Raúl Castro - Xinhua/Irene Pérez/CUBADEBATE - Xinhua/Irene Pérez/CUBADEBATE
Miguel Díaz-Canel (esq.), eleito o novo presidente de Cuba, recebe o governo do país de seu antecessor, Raúl Castro
Imagem: Xinhua/Irene Pérez/CUBADEBATE

Putin parabenizou Díaz-Canel por ter chegado à presidência de Cuba e também a Raúl Castro, que seguirá no comando do Partido Comunista Cubano até 2021, por sua "contribuição pessoal" no reforço da cooperação estratégica entre Moscou e Havana.

As relações entre o Kremlin e a ilha esfriaram com a chegada de Mikhail Gorbachov ao poder em 1985 e o lançamento da "perestroika", medida muito criticada por Fidel Castro. Os dois países se afastaram de vez após a crise e desintegração da União Soviética em 1991.

Logo após ser eleito em 2000, Putin viajou para Havana e no ano seguinte mandou fechar uma base russa no país, o último vestígio da presença soviética em Cuba na época da Guerra Fria.

Nos últimos anos, o presidente russo promoveu uma nova aliança estratégica entre ambos os países. Por esse motivo, Raúl fez duas visitas a Moscou em 2009 e 2012.

Internacional