Ataques de forças governamentais sírias em Homs matam pelo menos oito civis

Cairo, 30 abr (EFE).- Pelo menos oito civis morreram por intensos bombardeios das forças governamentais sírias no norte da província de Homs, no centro do país, informou nesta segunda-feira em comunicado o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG documentou hoje cerca de 143 ataques aéreos, incluindo bombardeios de aviões de guerra e o lançamento de barris explosivos desde helicópteros.

Na cidade de Al Resten morreram seis pessoas, entre elas um criança e 3 mulheres; além disso, morreu um homem na cidade de Al Gantu e outra mulher morreu na cidade de Ezzedin.

Os ataques deixaram também dezenas de pessoas feridas, algumas em estado grave, por isso que poderia aumentar o número de vítimas mortais.

O Observatório afirmou que os bombardeios coincidem com a mobilização de reforços militares e tanques nas zonas rurais do norte de Homs e no sul da vizinha província Hama, onde as forças governamentais preparam uma operação para acabar com as facções rebeldes nesta zona.

As forças governamentais lançaram a ofensiva em Homs e no sul de Hama em 15 de abril, após proclamar vitória na região de Ghouta Oriental, que era o principal reduto da oposição nos arredores de Damasco.

As autoridades sírias pretendem avançar para garantir a segurança na estrada que une Homs, capital da província homônima, com a população de Al Salamiya, em Hama.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos