Ativista, atriz e divorciada, Meghan Markle leva modernidade à família real

Judith Mora.

Londres, 17 mai (EFE).- A atriz americana Meghan Markle entrará para a família real britânica ao se casar neste sábado com o príncipe Harry, sexto na linha de sucessão ao trono no Reino Unido e com quem compartilha, segundo ela própria, um espírito filantropo e o desejo de mudar o mundo.

Com ampla carreira artística e um divórcio no "currículo", Meghan representa um vendaval de modernidade para a realeza, uma característica que terá que adaptar para atender ao rígido protocolo estabelecido pela soberana Elizabeth II.

A agora ex-atriz ainda traz consigo complicadas relações familiares. Prova disso é o fato de seu pai, Thomas Markle, ter afirmado a quatro dias do casamento que não a levaria até o altar.

Como consorte de Harry, a jovem de 36 anos terá pela frente o desafio de manter seus padrões feministas, sobre os quais falou em artigos e discursos na ONU, após ter deixado seu trabalho como atriz para se adaptar à vida da realeza.

Espera-se que, como membro da família real, Meghan Markle continue com atividades beneficentes em defesa tanto de causas próprias como compartilhadas com seu marido, que já participa de projetos de luta contra a Aids, a recuperação de veteranos de guerra e de conservação na África.

Desde sua aparição no panorama midiático britânico, após anunciar o casamento em 27 de novembro do ano passado, a ex-atriz foi elogiada por seu estilo, inteligência e naturalidade. Ela e Harry se transformaram no casal real da moda.

Rachel Meghan Markle, famosa sobretudo pelo papel de Rachel Zane na série americana "Suits", nasceu em Los Angeles em 4 de agosto de 1981, filha de Thomas Markle, técnico de iluminação aposentado, e Doria Ragland, licenciada em trabalho social e instrutores de ioga.

Markle e Ragland, que se conheceram em um estúdio de gravação quando ela fazia um trabalho temporário, se separaram quando Meghan tinha 6 anos. Há anos o pai da atriz vive no México.

Thomas Markle tem dois filhos de uma relação anterior: Thomas Markle e Samantha Grant, que é portadora de esclerose múltipla e, em algumas ocasiões, indicou que a relação com sua meia-irmã nem sempre foi boa.

Após passar por várias escolas privadas na Califórnia, em 2003, Meghan se licenciou em drama e estudos internacionais na universidade Northwestern e fez estágio na embaixada dos Estados Unidos na Argentina.

Foi o acesso de seu pai, de origem irlandesa e holandesa, aos estúdios de gravação que permitiu que a jovem entrasse no mundo do cinema e da televisão, o que começou com visitas à rodagem da série "Um Amor de Família", na qual ele trabalhava.

De 2011 a 2018, interpretou uma auxiliar jurídica na série "Suits", e também apareceu em outros programas e filmes, como "Remember Me" e "Quero Matar Meu Chefe".

Para manter seu estilo de vida entre os trabalhos, Meghan fazia caligrafia em convites de casamento e dirigiu durante três anos um portal digital de estilo de vida, "The Tig", que fechou em abril de 2017.

Em novembro de 2016, ela lançou uma linha de roupa com a marca canadense Reitmans e se tornou embaixadora da organização humanitária cristã World Vision Canada, com a qual viajou para Ruanda em uma campanha para a água potável.

Além disso, ela foi representante da entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e Empoderamento das Mulheres e também atuou como consultora da organização One Young World.

Meghan explicou que, aos 11 anos, fez com que uma marca de detergente dos EUA trocasse uma propaganda sexista após escrever uma carta aos diretores da empresa e à então primeira-dama, Hillary Clinton.

Antes de sua relação com Harry, Meghan foi casada, de 2011 a 2013, com o ator e produtor americano Trevor Engelson.

A atriz e o príncipe começaram a se relacionar em junho de 2016, após um encontro às cegas promovido por um amigo em comum, mas a relação só foi revelada em 25 de setembro, quando os dois foram fotografados juntos durante os Jogos Invictus, patrocinados pelo príncipe, em Toronto (Canadá), onde ela vivia.

Em 27 de novembro de 2017, eles anunciaram o casamento. Desde então, participaram de atos oficiais e começaram a morar juntos em uma casa no Palácio de Kensington, onde continuarão a viver depois da cerimônia de sábado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos