Com alta adiada, presidente palestino segue hospitalizado em Ramala

Jerusalém, 27 mai (EFE).- O presidente palestino, Mahmoud Abbas, seguirá hospitalizado de Ramala, onde está internado há uma semana por uma pneumonia, depois que a alta prevista para este domingo foi adiada, confirmou um porta-voz da presidência palestina.

"A saída do presidente do hospital foi adiada", disse a presidência palestina em comunicado no qual não proporcionou mais informações sobre os fatos.

Durante a manhã de hoje (horário local), o escritório presidencial anunciou que Abbas deixaria o hospital às 14h local (8h, em Brasília) após uma semana de tratamento, mas depois revelou que finalmente seguirá hospitalizado.

A saúde de Abbas, de 82 anos, "melhora rapidamente" e a equipe médica que supervisiona seu tratamento segue com atenção os exames realizados, disse hoje Said Sarahana, diretor médico do hospital Istishari, onde o líder está internado.

Abbas foi hospitalizado no domingo em 20 de maio e em um primeiro momento, as fontes oficiais palestinas tinham dito a internação era devido a complicações por causa de uma cirurgia no ouvido à qual tinha sido submetidos dias antes.

No entanto, Saharana acabou confirmando que o presidente palestino sofre de pneumonia, como tinham informado vários veículos de imprensa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos