Lleras diz que pensará bem quem apoiará no segundo turno na Colômbia

Bogotá, 27 mai (EFE).- O candidato à presidência da Colômbia Germán Vargas Lleras (direita), do movimento Mejor Vargas Lleras, afirmou neste domingo que pensará bem a quem dará seu apoio no segundo turno, para o qual passaram o uribista Iván Duque e o esquerdista Gustavo Petro.

"Hoje não vou me pronunciar sobre esse ponto, (isto) dará lugar a várias reflexões", disse o ex-vice-presidente a jornalistas antes de falar com seus correligionários em Bogotá.

Com 99,95% da apuração completada, Lleras ficou em quarto lugar com 1.407.244 votos, 7,28% do total, muito longe dos 7,5 milhões de Duque (39,14%) e dos 4,8 milhões de Petro (25,09%).

A sua votação foi inclusive inferior à que obteve nas presidenciais de 2010 quando ficou em terceiro com 1.473.627 votos, equivalentes a 10,11%.

Ao comentar os resultados, o candidato disse que se viveu uma campanha "bastante polarizada", para a qual contribuiu "na forma" que foi possível ao promover suas ideias e programa.

Como disse depois de votar, quando reivindicou que todos os candidatos reconhecessem os resultados, reiterou a necessidade de defender "a institucionalidade e a democracia".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos