Trump confirma que funcionários dos EUA estão na Coreia do Norte para cúpula

Washington, 27 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou neste domingo que uma equipe de funcionários americanos chegou à Coreia do Norte para organizar a esperada cúpula entre ele e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, após cancelá-la oficialmente na quinta-feira e depois retratar-se.

"Nossa equipe dos Estados Unidos chegou à Coreia do Norte para organizar a cúpula entre Kim Jong-un e eu. Realmente acho que a Coreia do Norte tem um potencial brilhante e será uma grande nação econômica e financeira algum dia", escreveu Trump na sua conta do Twitter.

"Kim Jong-un está de acordo comigo nisto. Isso acontecerá!", acrescentou o presidente americano nesse tweet.

A confirmação por parte de Trump da chegada da comitiva americana à Coreia do Norte aconteceu horas depois de o jornal "The Washington Post" informar desta visita diplomática.

Segundo o jornal, Sung Kim, um ex-embaixador dos Estados Unidos na Coreia do Sul e ex-negociador nuclear com a Coreia do Norte, cruzou a fronteira intercoreana para se reunir com Choe San Hui, vice-ministro de Relações Exteriores da Coreia do Norte.

Trump cancelou nesta quinta-feira o histórico encontro através de uma carta a Kim Jong-un, mas no sábado disse a jornalistas no Salão Oval que seu governo continua trabalhando para que ocorra no próximo dia 12 de junho em Cingapura, data e local fixados inicialmente.

O funcionário americano e Choe já fizeram parte das delegações que negociaram o acordo de desnuclearização de 2005, no qual a Coreia do Norte, sob o mandato de Kim Jong-il, se comprometeu a abandonar todos os programas de armas nucleares.

O "Post", que citou uma pessoa familiarizada com as negociações, explicou que estas se prolongarão até a próxima terça-feira.

A delegação americana é completada por Allison Hooker, do Conselho de Segurança Nacional dos EUA, e um funcionário do Departamento de Defesa do país.

Se finalmente acontecer, a reunião entre Kim e Trump será a primeira entre líderes de EUA e Coreia do Norte após quase 70 anos de confronto iniciado com a Guerra da Coreia (1950-1953) e mais de um quarto de século de fracassadas negociações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos