Topo

Irã adverte Coreia do Norte que Trump pode cancelar acordo em breve

Saul Loeb/AFP
Kim Jong-un, acompanha Donald Trump no início da histórica cúpula EUA-Coreia do Norte Imagem: Saul Loeb/AFP

2018-06-12T13:07:00

12/06/2018 13h07

O governo do Irã advertiu nesta terça-feira a Coreia do Norte de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pode "cancelar o acordo antes de voltar para casa", após a histórica cúpula em Singapura.

"Não sabemos com que tipo de pessoa o líder norte-coreano está negociando. Não está claro que ele (Trump) não vai cancelar o acordo antes de retornar para casa", disse o porta-voz do governo iraniano, Mohammad Bagher Nobakht.

Leia também:

Nobakht questionou a credibilidade de Trump um mês depois de sua decisão de retirar os EUA do acordo nuclear de 2015 com o Irã e de voltar a impor sanções contra a República Islâmica, e afirmou que, "em alguns países, algumas pessoas assumiram cargos que não merecem".

"Este homem não representa o sábio povo americano e este povo definitivamente se distanciará dele nas próximas eleições", ressaltou Nobakht.

Na mesma linha se pronunciou o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores iraniano, Bahram Qasemi, que pediu ontem "precaução" à Coreia do Norte devido ao descumprimento dos EUA de seus compromissos internacionais.

A histórica cúpula dentre Trump e o líder norte-coreano Kim Jong-un abriu um novo capítulo nas relações entre EUA e Coreia do Norte, e esteve cheia de gestos amistosos e declarações otimistas.

"O presidente Trump se compromete a oferecer garantias de segurança à República Popular Democrática da Coreia (nome oficial da Coreia do Norte) e o presidente Kim Jong-un reafirmou seu firme e inquebrantável compromisso para a desnuclearização da Península da Coreia", diz a declaração conjunta.

Mais Internacional