PUBLICIDADE
Topo

Internacional

EUA obtém apoio de 13 países para denunciar ações da Nicarágua

21/12/2018 23h52

Washington, 21 dez (EFE).- Os Estados Unidos e outros 13 países assinaram nesta sexta-feira uma declaração onde denunciam a suspensão de diversas ONGs por parte do Parlamento da Nicarágua, sob controle sandinista, que as acusa de apoiar "a fracassada tentativa de golpe de Estado".

Os países que assinaram o comunicado, além dos EUA, são o Reino Unido, Chile, Austrália, República Tcheca, Polônia, Noruega, Finlândia, Estônia, Dinamarca, Luxemburgo, Holanda, Suécia e Polônia.

Estas nações pediram ao governo de Daniel Ortega que "restaure imediatamente a personalidade jurídica destas organizações, cessar todos os ataques e ameaças contra a sociedade civil nicaraguense e manter as liberdades fundamentais de acordo com suas obrigações internacionais".

Em sua opinião, a "suspensão arbitrária" das organizações e os registros de algumas das suas sedes "são um ataque direto às liberdades fundamentais dos nicaraguenses".

"O trabalho destas organizações é essencial para explicar os persistentes abusos e violações aos direitos humanos na Nicarágua", diz o texto.

O Parlamento e o governo da Nicarágua defendem que as nove ONGs que tiveram suas personalidades jurídicas suspensas apoiaram "a fracassada tentativa de golpe de Estado", em referência às mobilizações da oposição que aconteceram na metade do ano contra Ortega, deixando centenas de mortos no país.

De acordo com Ortega e os legisladores governistas, com esse apoio, as ONGs não cumpriram suas obrigações legais. EFE

Internacional