PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Líder chavista diz que oposição 'nunca voltará' à Presidência da Venezuela

O presidente da Assembleia, Diosdado Cabello (à esq.), com Nicolás Maduro - Juan Barreto/AFP
O presidente da Assembleia, Diosdado Cabello (à esq.), com Nicolás Maduro Imagem: Juan Barreto/AFP

Em Caracas

16/03/2019 20h58

Considerado como "número dois" do chavismo, o presidente da Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela, Diosdado Cabello, disse hoje que a oposição nunca mais voltará ao palácio presidencial de Miraflores.

"Nunca mais entrarão no palácio do povo revolucionário", afirmou Cabello em um discurso realizado nos arredores do palácio, no centro-oeste de Caracas, onde o chavismo organizou uma manifestação.

As declarações de Cabello foram uma resposta a um discurso do autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, que afirmou mais cedo que reivindicaria "em breve" o palácio presidencial.

Mas, antes de tentar recuperar o Palácio de Miraflores, Guaidó disse que primeiro organizará seus apoiadores em cada estado em "comandos pela liberdade".

Também vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), Cabello disse aos simpatizantes do chavismo que eles não podem permitir que a sede do governo se torne o "palácio dos negócios da oligarquia".

"Eles conseguirão chegar outra vez ao Miraflores? Nós vamos permitir que o palácio do povo se transforme outra vez no palácio dos negócios da oligarquia, da burguesia? Não podemos deixar isso acontecer", afirmou Cabello no discurso.

Internacional