PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Bolsonaro prevê que Trump será reeleito em 2020

19/03/2019 16h27

Washington, 19 mar (EFE).- O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira acreditar que Donald Trump conseguirá a reeleição nas eleições presidenciais dos Estados Unidos em 2020 e voltou a criticar o socialismo.

"É um assunto interno, mas acredito que Trump será reeleito. (...) Mais e mais gente está abrindo os olhos para a realidade do socialismo", declarou Bolsonaro em entrevista coletiva ao lado do presidente americano na Casa Branca.

"Acredito que todos vão repetir o seu voto aqui nos EUA", ressaltou.

Trump agradeceu o Bolsonaro pelo comentário e disse que pensa o mesmo.

"O ocaso do socialismo chegou ao nosso hemisfério, e espero que também tenha chegado ao nosso grande país. A última coisa que queremos nos Estados Unidos é o socialismo", destacou.

Em seu discurso, Bolsonaro frisou que sempre sentiu admiração pelos Estados Unidos, mas que esse sentimento aumentou muito desde que Trump tomou posse.

Nos últimos meses, a Casa Branca e a campanha de Trump para o pleito presidencial de 2020 advertiram que o "socialismo está vivendo um retorno ao discurso político americano" e criticou duramente seus efeitos econômicos.

Em outubro, a Casa Branca apresentou um documento elaborado pelo Conselho de Assessores Econômicos do governo americano (CEA, na sigla em inglês) com o título "custos de oportunidade do socialismo".

Entre as propostas analisadas por esse texto estava a saúde pública universal, que embora esteja longe de fazer parte do debate da opinião pública começou a ganhar adeptos após o impulso dado por progressistas como o senador socialista Bernie Sanders, candidato à presidência em 2020.

Também senadora pelo Partido Democrata, Elizabeth Warren vem sendo vinculada com o socialismo nos EUA por sua postura ideológicas em temas econômicos e sociais.

Por esse motivo, Trump e o Partido Republicano focaram sua estratégia para a reeleição em criticar o socialismo e relacioná-lo aos candidatos democratas. EFE

Internacional