Topo

Mais de 16 mil pessoas abandonam suas casas após explosão de arsenal na Sibéria

Depósito de munições explode na Sibéria - Reuters
Depósito de munições explode na Sibéria Imagem: Reuters

Em Moscou

06/08/2019 05h42

Mais de 16 mil pessoas deixaram suas casas na região siberiana de Krasnoyarsk após o incêndio e explosão ontem em um arsenal que armazenava projéteis de artilharia, informou hoje o Ministério da Rússia para Situações de Emergência.

"Foram retiradas 9.533 pessoas de nove localidades e do acampamento Sokol. Além disso, cerca de 7.000 saíram da região de perigo com seus próprios veículos", explicou a assessoria de imprensa do ministério.

O incêndio, seguido de uma série de explosões que ainda continuam, aconteceu em um arsenal de uma unidade militar situada a cerca de 10 quilômetros da cidade de Achinsk, de pouco mais de 100 mil habitantes, declarada em estado de emergência.

"Consideramos que o período de organização mais complexo para a ajuda aos moradores retirados da área terminou", disse o número dois do governo da região de Kransnoyarsk, Alexei Podkoritov, citado pela agência Interfax.

Podkoritov detalhou que cerca de 500 pessoas foram evacuadas em três trens para a cidade de Krasnoyarsk, a maior da região, que - acrescentou - está em condições de acolher outros 10.000 evacuados.

Segundo as autoridades russas, 12 pessoas, seis das quais tiveram que ser hospitalizadas, ficaram feridas por causa do acidente.

Mais Internacional