PUBLICIDADE
Topo

Sobe para 26 número de mortos por incêndios florestais na Austrália

Carros destruídos por incêndio florestal no vilarejo de Mogo, na Austrália - ALKIS KONSTANTINIDIS
Carros destruídos por incêndio florestal no vilarejo de Mogo, na Austrália Imagem: ALKIS KONSTANTINIDIS

Em Sydney (Austrália)

08/01/2020 11h25

As autoridades australianas confirmaram hoje a morte de um bombeiro devido aos incêndios florestais no país, elevando o número total de mortes devido ao fogo desde setembro para 26.

A vítima é Matt Kavanagh, 43 anos, que morreu na última sexta-feira (3), enquanto estava em serviço, em uma colisão entre dois veículos. A polícia ligou o acidente aos incêndios no estado de Victoria, segundo a chefe estadual do corpo de bombeiros, Lisa Neville.

É a terceira morte em Victoria devido às chamas, que também mataram 20 pessoas em Nova Gales do Sul e três na Austrália do Sul.

A confirmação acontece quando os bombeiros estão tentando controlar dezenas de focos que continuam ativos no sudeste do país, antes das condições meteorológicas piorarem no final da semana, com temperaturas acima dos 40 graus.

"Teremos condições climáticas mais difíceis nos próximos dias", alertou o primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, durante uma visita à Ilha Kangaroo, a terceira maior ilha do país, onde duas pessoas morreram na noite de Ano Novo.

O fogo já queimou mais de 50 casas e quase metade da ilha turística, localizada em frente a Adelaide e que abriga 60 mil cangurus, 50 mil coalas e animais em risco de extinção.

No total, os incêndios devastaram mais de 8 milhões de hectares em todo o país, o que equivale a duas vezes a área do estado do Rio de Janeiro, incluindo cerca de 2.000 casas.

Internacional