PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Transporte público britânico adota novas medidas para evitar aglomerações

Metrô em Londres após o Reino Unido começar a flexibilizar as regras de isolamento social - Justin Setterfield / Getty Images
Metrô em Londres após o Reino Unido começar a flexibilizar as regras de isolamento social Imagem: Justin Setterfield / Getty Images

18/05/2020 14h35

O sistema de transporte público do Reino Unido está implementando novas medidas nos trens e estações para controlar que os passageiros mantenham a distância física necessária para evitar a propagação do coronavírus.

As empresas ferroviárias do país têm operado até agora serviços reduzidos devido à pandemia, embora se espere que mais pessoas retornem ao trabalho nesta semana, como parte da saída gradual da quarentena. Com isso, haverá mais trens operando com mais frequência, e seguranças treinados no controle de multidões atuarão nos vagões e nas estações

O governo britânico tem incentivado as pessoas que não podem trabalhar de casa a retornar aos seus escritórios na Inglaterra, embora os tenha incitado a usar o transporte público somente se precisarem fazer viagens essenciais e não tiverem alternativa.

A retomada do emprego tem causado preocupação entre alguns gestores de empresas ferroviárias, que temem que seja impossível manter a distância física de 2 metros entre os passageiros.

Várias medidas estão sendo levadas em conta atualmente, tais como exigir que os usuários reservem faixas horárias para chegar às estações e limitar o número de passageiros em serviços específicos.

Alguns trens da companhia Intercity só aceitarão passageiros com reserva, e a Avanti West Coast informou que não permitirá que os vagões passem de um terço de sua capacidade. Algumas empresas também avisaram que bloquearão assentos para garantir a distância entre os usuários, e se um serviço ficar lotado nas primeiras horas, o trem não poderá parar em outras estações em sua rota.

O governo britânico pediu ao presidente da rede Network Rail, Peter Hendy, para criar um plano para gerenciar o fluxo de passageiros enquanto durar a pandemia. Como parte dessa estratégia, as estações foram reorganizadas, e os indicadores foram instalados.

O secretário de Estado dos Transportes britânico, Grant Shapps, disse que o horário de expediente será escalonado a fim de gerenciar a demanda de transporte público.

Coronavírus