PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Biden apoia "legítimo direito de Israel de se defender"

Biden apoia direito de defesa de Israel e condena ataques feitos pelo Hamas - JIM WATSON/ POOL/ AFP
Biden apoia direito de defesa de Israel e condena ataques feitos pelo Hamas Imagem: JIM WATSON/ POOL/ AFP

11/05/2021 21h33

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, manifestou "apoio ao legítimo direito de Israel de se defender" e "condena" os ataques com foguetes lançados pelo movimento islâmico Hamas contra várias cidades israelenses, informou a Casa Branca nesta terça-feira.

O posicionamento foi anunciado pela porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki em sua entrevista coletiva diária, diante da preocupante escalada de tensão entre israelenses e palestinos.

"O apoio do presidente (Biden) à segurança de Israel, a seu legítimo direito de se defender, é fundamental e não cederá", disse Psaki.

Ela também afirmou que Biden e sua equipe de governo continuarão a buscar condições para a diplomacia, o diálogo, a proteção dos civis e uma diminuição das tensões.

O Hamas disparou 130 foguetes nesta terça-feira em direção a Tel Aviv, um dos principais centros urbanos de Israel, e contra a parte central de Israel.

Até agora, 28 palestinos - incluindo menores - e ao menos duas mulheres em Israel morreram em uma das piores escaladas do conflito desde 2019.

Desde segunda-feira, sirenes de alerta têm soado nas comunidades israelenses que ficam na divisa com a Faixa de Gaza. O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu advertiu que o exército de Israel aumentará "a intensidade e a quantidade" dos bombardeios de retaliação.

Internacional