Exército turco matou 18 militantes curdos no sudeste do país

DIARBAQUIR, Turquia (Reuters) - Forças de segurança turcas mataram 18 militantes curdos no sudeste da Turquia, disseram militares neste sábado, nos últimos confrontos em uma região que ainda se recupera do colapso de um cessar-fogo de dois anos no verão passado.

Fontes de segurança disseram que cinco pessoas, quatro delas soldados, também foram feridos em ataques com armas e bombas em Diarbaquir, a maior cidade no sudeste de maioria curda.

As Forças Armadas afirmaram por meio de um comunicado que 16 combatentes do PKK foram mortos na sexta-feira na cidade de Cizre, próxima da fronteira com a Síria, e outros dois rebeldes haviam sido mortos no distrito histórico Sur, em Diarbaquir.

Em Sur, um soldado foi baleado, enquanto outros três e um funcionário público foram feridos em um ataque a bomba neste sábado, segundo fontes de segurança.

Ainda de acordo com o comunicado dos militares, as forças de segurança capturaram 24 militantes em Silopi, perto da fronteira com o Iraque, que tentavam deixar a cidade com moradores locais.

Segundo o exército, ao todo 426 militantes foram mortos nas cidades de Cizre, Silopi e no distrito de Sur, em Diarbaquir, desde que as operações das forças de segurança começaram há cerca de um mês.

(Por Seyhmus Cakan)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos