Suspeito é indiciado por atirar em policial na Filadélfia

(Reuters) - Um homem que alegava lealdade a militantes do Estado Islâmico foi indiciado neste sábado por tentativa de homicídio após tiros contra um policial na Filadélfia nesta semana, disse o promotor.

Edward Archer, da Filadélfia, é acusado de emboscar um policial pouco antes da meia-noite na quinta-feira.

Ele é acusado de cometer vários outros crimes e está detido sem possibilidade de liberação, informou a Advocacia do Distrito da Filadélfia em sua conta no Twitter.

A polícia divulgou imagens de câmeras de segurança que mostram o atirador, trajando uma longa veste branca, caminhando em direção ao carro e atirando, eventualmente chegando perto o suficiente para atirar à queima-roupa através da janela do carro.

O comissário policial da cidade disse nesta sexta-feira que Archer afirmou a autoridades que emboscou o carro "em nome do Islã".

"Ele confessou cometer esse ato de covardia em nome do Islã", disse Richard Ross em entrevista coltiva, acrescentando que o homem de 30 anos também fez referência a militantes do Estado Islâmico.

(Reportagem de Brendan O'Brien)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos