EUA e México iniciam conversas sobre extradição de traficante Guzmán

Mark Hosenball

Em Washington

  • Tomas Bravo/Reuters

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos iniciou conversas com autoridades mexicanas sobre a extradição do traficante de drogas Joaquín "El Chapo" Guzmán para os EUA, disse um porta-voz na quinta-feira (14).

A extradição de Guzmán para responder a acusações nos Estados Unidos foi discutida na terça-feira em uma reunião em Miami entre a procuradora-geral mexicana, Arely Gómez, e representantes do Departamento de Justiça, disse o porta-voz que pediu anonimato.

Ele se recusou a identificar as autoridades norte-americanas que se reuniram com Gómez.

A reunião em Miami aconteceu depois de um telefonema da procuradora-geral dos EUA, Loretta Lynch, para sua colega mexicana para parabenizar o México pela recaptura de Guzmán. Ele escapou em julho do que deveria ser uma das prisões mais seguras do México.

O encontro em Miami foi a primeira discussão frente-a-frente entre autoridades mexicanas e norte-americanas sobre o assunto, disse o porta-voz. Autoridades dos dois países disseram que a extradição de Guzmán deve demorar um ano ou mais.

Autoridades norte-americanas disseram que os EUA enviaram mais de um pedido de extradição por Guzmán.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos