Estado Islâmico diz que dois integrantes de ataque em Paris são do Iraque

Yves Clarisse

Em Paris (França)

O Estado Islâmico publicou fotos de nove militantes que o grupo alega terem realizado os ataques de 13 de novembro em Paris, que deixaram 130 mortos, entre os quais dois deles identificados como iraquianos, segundo o grupo de monitoramento Site.

Os dois, até agora desconhecidos, foram identificados na revista "Dabiq", do Estado Islâmico, como Ukashah al Iraqi e Ali al Iraqi, que significam?  Ukashah, o iraquiano e Ali, o iraquiano, em árabe.

Os dois podem ser os homens-bomba que tentaram atacar o Stade de France. Eles portavam passaportes sírios, considerados forjados, e não puderam ser formalmente identificados.

Nove homens, divididos em três grupos, atacaram o estádio, restaurantes e uma casa de shows. Sete haviam sido identificados. Um mandado de prisão, no entanto, foi emitido para um dos homens, Salah Abdeslam, que pode ter sobrevivido ao ataque e à operação da polícia e fugido de volta para a Bélgica.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos