Eleições 2018

PDT afirma que terá candidato próprio à Presidência da República em 2018

Maria Carolina Marcello

De Brasília

O Diretório Nacional do PDT decidiu nesta sexta-feira que o partido terá candidatura própria à Presidência da República nas eleições de 2018.

A possibilidade já vinha sendo discutida pela legenda, que já teve entre seus quadros a presidente Dilma Rousseff, mas foi formalizada pela direção da sigla nesta sexta-feira (22).

"A posição é que o PDT terá candidato à Presidência da República em 2018", disse o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, ao constatar a aprovação simbólica da proposta na reunião do diretório nesta sexta-feira, seguido das palavras de ordem "Brasil pra frente, Ciro presidente!"

Pouco antes, o ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro Gomes, um dos nomes mais fortes do partido para concorrer ao Planalto, negou em discurso que tenha se filiado à legenda apenas para se candidatar a algum cargo. Colocou-se à disposição, no entanto, para desempenhar "qualquer tarefa que o PDT entenda que esteja à altura de enfrentar".

A sigla também aprovou posição contra a permanência do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no cargo. Cunha, que rompeu com o governo em julho do ano passado, é alvo de investigações relacionadas à Lava Jato.

Pouco antes, o PDT fechou questão contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff, que ainda deve comparecer à reunião da legenda nesta sexta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos