Real não reforçará elenco antes de suspensão imposta pela Fifa, diz presidente

(Reuters) - O Real Madrid não reforçará seu elenco antes do início da suspensão do direito do clube de contratar jogadores imposta pela Fifa e que entra em vigor no final deste mês, disse o presidente do clube, Florentino Pérez, nesta quarta-feira.

O período de Pérez à frente do Real tem sido sinônimo de contratações de astros, mas o clube não poderá assinar com novos jogadores durante as duas próximas janelas de transferência por ter violado regras da Fifa sobre a contratação de atletas não-espanhóis com menos de 18 anos.

"Não contrataremos jogadores durante o mercado de inverno (local), mas isso não tem nada a ver com a punição. É porque temos os melhores jogadores e o melhor treinador", declarou Pérez à revista France Football.

Tanto o Real quanto seu vizinho de capital Atlético de Madri foram punidos no dia 14 de janeiro e estão apelando da decisão. Trata-se da mesma punição imposta ao Barcelona por um delito semelhante em 2014.

Zinedine Zidane substituiu Rafa Benítez como treinador do Real no início deste mês. O time está em terceiro lugar no Campeonato Espanhol com 44 pontos em 21 jogos, quatro pontos atrás do líder Barcelona.

(Por Tim Hanlon em Barcelona)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos