Destroços encontrados na costa leste da Malásia não são do voo MH370, diz ministro

Rozanna Latiff

Em Kuala Lumpur (Malásia)

  • Arnaud Andrieu/EFE

    10.ago.2015 - Agentes encontram na Ilha de Runião (França) uma suposta peça do avião desaparecido da Malaysia Airlines

    10.ago.2015 - Agentes encontram na Ilha de Runião (França) uma suposta peça do avião desaparecido da Malaysia Airlines

Autoridades da aviação disseram nesta sexta-feira (29) que um objeto de metal recuperado na costa leste da Malásia não é do voo MH370 da Malaysia Airlines.

Foi a segunda vez em uma semana que autoridades refutaram especulações a respeito da descoberta de destroços do avião. Uma peça semelhante recuperada em uma praia no sul da Tailândia em 23 de janeiro tampouco pertencia ao voo MH370.

O ministro dos Transportes da Malásia, Liow Tiong Lai, declarou que o objeto de dois metros de comprimento descoberto na quinta-feira no Estado de Terengganu, no leste do país, foi examinado por funcionários do Ministério do Departamento de Aviação Civil e da Malaysia Airlines.

"A avaliação revelou que o destroço não corresponde àqueles de um Boeing 777, confirmando assim que o destroço não pertence ao MH370", disse em um comunicado.

O voo MH370 desapareceu em março de 2014 com 239 pessoas a bordo quando voava de Kuala Lumpur (Malásia) para Pequim (China).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos