EUA buscam influenciar eleição russa com alegações de corrupção, diz Rússia

MOSCOU (Reuters) - Declarações emitidas por autoridades dos Estados Unidos alegando que o presidente russo, Vladimir Putin, é corrupto são ultrajantes e um insulto, disse nesta sexta-feira o governo russo, acrescentando que representam uma tentativa de influenciar as eleições presidenciais da Rússia.

Um porta-voz da Casa Branca afirmou que comentários feitos anteriormente por uma autoridade do Tesouro dos EUA alegando que Putin é corrupto refletem a visão da administração.

"Essa declaração é ultrajante e insultante", disse Dmitry Peskov, porta-voz de Putin, em uma teleconferência com jornalistas, em uma referência ao comentário da Casa Branca.

"De maneira geral, vemos que no exterior já começaram a se preparar para a eleição presidencial da Rússia para a qual ainda faltam mais dois anos", disse Peskov.

"Fica claro que coisas negativas estão sendo acumuladas para serem usadas contra o chefe de nosso Estado... para exercer pressão e influenciar o curso da futura campanha eleitoral."

(Reportagem de Denis Pinchuk)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos