Bomba é causa provável de explosão em avião na Somália, dizem fontes dos EUA

Abdi Sheikh

Em Mogadício

Investigadores acreditam que uma bomba provavelmente causou a explosão a bordo de um avião Airbus A321 que forçou a aeronave a voltar à capital somali, Mogadício, para um pouso de emergência esta semana, disseram fontes do governo dos Estados Unidos nesta quarta-feira (3).

Um homem foi morto pela explosão ocorrida na terça-feira (2) no avião da Daallo Airlines, disseram as autoridades. Autoridades locais do norte de Mogadício declararam que foi encontrado na área o corpo de um homem, que se acredita ter sido sugado para fora do avião através do buraco na fuselagem aberto pela explosão.

As fontes norte-americanas disseram à Reuters, sob condição de anonimato, não haver fortes indícios forenses concretos e que não se sabe de nenhum grupo que tenha assumido a autoria da detonação.

Não houve nenhum comentário de imediato do Al Shabaab, o grupo islâmico somali que vem se insurgindo contra o governo da Somália, que tem apoio ocidental. A facção realiza ataques frequentes contra autoridades, escritórios do governo e locais frequentados por civis.

A Daallo Airlines, que não se referiu a uma detonação, declarou em seu site que o "incidente" que abriu um buraco na estrutura do avião aconteceu 15 minutos após a decolagem.

"Os pilotos conseguiram voltar e pousar a aeronave no Aeroporto de Mogadício com segurança e sem nenhum outro incidente. Todos os passageiros, com exceção de um, desembarcaram em segurança", informou a empresa aérea, acrescentando não haver nenhuma investigação sobre "a causa do desaparecimento de um passageiro".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos